Citação: ‘Mundo hostil a Deus’

“Entretanto, os homens recusam obstinadamente mudar de vida, mesmo diante das advertências mais eloquentes (20-21). É este o mundo em que vivemos: um mundo hostil a Deus até o âmago, um mundo que prefere fabricar para si seus próprios ‘ídolos’ e estabelecer os modelos do próprio comportamento”.

O mundo da Bíblia, David e Pat Alexander, eds., pág. 652, comentários sobre Apocalipse 9.20-21.

É este mundo a que fomos enviados para proclamar o evangelho de Cristo. Até que vejamos a hostilidade desse mundo, que em sentido nenhum é amigo de Deus, não veremos a necessidade de resgatar as pessoas do seu meio. A natureza do mundo não deve nos levar a desistir; ao contrário, devemos ser mais motivados ainda, pois as pessoas estão perecendo, todas, ao nosso redor. Temos de agir. Temos de falar.

“(…) eu os enviei ao mundo” João 17.18.

8 Nãos em Atos 4

O irmão Humberto compartilhou estes 8 negativos (bem positivos, por sinal) no estudo dominical, todos tirados de Atos 4. Pedimos a ele o texto para postar aqui, para a edificação de todos.

De José Humberto Cintra de Souza, Taubaté SP

#1. Não se surpreenda

v.1 e v.3 — Eles estavam no meio do sermão quando chegaram, de repente, pessoas com más intenções para atrapalhar o ensino sobre Jesus.

#2. Não desista

v. 5-7 e depois v.4 — A Igreja continuou a crescer, mesmo com toda a perseguição iniciada. No v.4 vemos que mesmo assim os irmãos aumentaram em quantidade. O foco é não ficar intimidado com o que parece grande e perigoso aos olhos humanos, pois quando se tem Jesus nada tem tanta autoridade nem poder, portanto, não desistamos!

#3. Não entre na conversa

v.7 — Aqui são os 3 pontos da pergunta maliciosa dos rabinos: “Com que poder”, para tentar acusação contra feitiçaria, “em nome de quem”, para acusar de que eles faziam aquilo por forças do mal, “vocês fizeram isso?”, para tentar intimidar os apóstolos a dizerem algo que pudesse incriminá-los, pois eles acusaram os apóstolos de de “isso”, sem especificação do crime que teriam cometido.

#4. Não pense em você

v.8-10 — Apesar de toda a pressão, Pedro não se intimidou e respondeu àqueles mestres de forma educada, simples e direta, falando a verdade, mesmo diante da possibilidade de o prejudicarem. Pedro se preocupou com a Verdade e o ensino sobre Jesus e não com sua própria segurança.

#5. Não espere uma situação justa

v.15 e 16 — Em vez de entenderem a guardarem no coração o que Pedro dizia, assim como em Atos 2:37, eles reagiram como aqueles que não receberão o perdão do Pai. Discutiram entre si sobre a verdade diante de seus olhos (v.16), porém tentavam arduamente uma maneira de impor um crime inexistente aos apóstolos.

#6. Não dê chance a Satanás

v.18 e v.21 — Os apóstolos não pararam mesmo diante de outra forma de coação por parte daquelas autoridades. Eles não saíram do caminho correto, da Verdade, da missão deles nem um pouco, por isso Satanás tentou usar outra forma de coação, agora um pouco mais agressiva. O desespero para retirar os cristãos do caminho é muito grande por parte de Satanás, portanto não podemos tirar nossos corações e mentes do Senhor nem um pouco para não darmos chance a ele.

#7. Não esqueça de onde vem sua força

v.23 e 24 — Aqui o foco é mostrar que, em vez de reagirem e partirem para briga ou clamarem por toda a Igreja já existente para tomar o Sinédrio numa guerra civil, etc, eles simplesmente voltaram para seus companheiros apóstolos e entregaram a situação para Jesus através de uma oração. O importante aqui é entender que devemos lutar contra o mundo dessa forma, nossa força vem do Senhor e não de nossa raiva nem de nossos músculos e muito menos de nossas armas.

#8. Não tire o foco das escrituras

v.11 e v.25-26 — Seja numa situação de muita pressão, seja numa situação de alívio, os apóstolos sempre usaram as escrituras para justificarem suas ações, para justificarem suas respostas. O importante é entender que devemos deixar Jesus responder às pessoas e faremos isso exatamente como os apóstolos fizeram, através do uso correto das escrituras para comprovar o que fazemos e para responder às perguntas do mundo. Eles não tiraram o foco da Bíblia e mantiveram-se ilesos contra quaisquer acusações e obtiveram uma resposta grandiosa de Deus no v.31.

Façam tudo para atingir este propósito

1 Coríntios 10.31

Toda conversa, toda ação, todo pensamento deve ser feito para refletir a presença de Deus na nossa vida e para brilhar no mundo como a luz vinda do céu. Não devemos ter, nunca, nenhuma motivação menor do que esta. Adotemos essa frase como nosso propósito de vida. É mais do que uma frase bonita. Deus nos deu a sua glória como a nossa realidade e oportunidade de vida. O cristão vive em plano muito superior quanto aos seus objetivos de vida. Tudo isso é dom de Deus. Para isso ele nos chamou.

Reconheça as oportunidades que Deus nos dá

O povo de Deus procura sempre usar cada situação e circunstância para o bem e para o proveito espiritual. Estas passagens nos levam a procurar em cada momento a oportunidade que Deus nos dá.

  1. A perda de oportunidade pode significar destruição, se não a reconhecermos.
    • Lc 19.44: “Também a lançarão por terra, você e os seus filhos. Não deixarão pedra sobre pedra, porque você não reconheceu a oportunidade que Deus lhe concedeu“.
  2. A perseguição e o sofrimento podem abrir possibilidades para o evangelho.
    • Lc 21.13: “Será para vocês uma oportunidade de dar testemunho”.
    • Fp 1.12: “Quero que saibam, irmãos, que aquilo que me aconteceu tem, ao contrário, servido para o progresso do evangelho“.
  3. Às vezes, a oportunidade é bem óbvia e próxima de nós.
    • Rm 15.24: “Espero visitá-los de passagem e dar-lhes a oportunidade de me ajudarem em minha viagem para lá, depois de ter desfrutado um pouco da companhia de vocês“.
  4. Procuremos a oportunidade de apoiar a verdade nos servos de Deus, em contraste com os que vivem pela aparência.
    • 2Co 5.12: “Não estamos tentando novamente recomendar-nos a vocês, porém lhes estamos dando a oportunidade de exultarem em nós, para que tenham o que responder aos que se vangloriam das aparências e não do que está no coração“.
  5. Temos de aproveitar a oportunidade enquanto pudermos e dar prioridade à família da fé.
    • Gl 6.10: “Portanto, enquanto temos oportunidade, façamos o bem a todos, especialmente aos da família da fé”.
  6. É preciso desenvolver sabedoria para aproveitar as oportunidades, na presença do mal.
    • Ef 5.16: “Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem; que não seja como insensatos, mas como sábios, aproveitando ao máximo cada oportunidade, porque os dias são maus“.
  7. Não devemos perder nenhuma oportunidade para levar o evangelho aos de fora.
    • Cl 4.5: “Sejam sábios no procedimento para com os de fora; aproveitem ao máximo todas as oportunidades“.

5 princípios de crescimento da igreja

ensinar Jesuspor Clayton Pepper

Creio que a igreja em Jerusalém é o melhor exemplo de evangelismo no Novo Testamento. Ela era:

  1. A primeira congregação no Novo Testamento;
  2. Conduzida pelos homens treinados por Jesus. Deviam saber, sem dúvida, qual a tarefa da igreja;
  3. Composta de cristãos dedicados. O melhor do judaísmo tinha chegado a Jerusalém para adorar. A igreja era composta de convertidos que tinham sido dedicados ao judaísmo.

Vemos o início da igreja com umas 3.000 pessoas, batizando-as todos os dias e depois multidões se convertendo.

Gostaria de chamar à sua atenção cinco princípios de crescimento, a partir desta igreja. Continue lendo “5 princípios de crescimento da igreja”

Nenhuma mente brilhante

igreja de Cristo prega evanglho simplesO evangelho se baseia em fatos. Os fatos dizem respeito a Jesus Cristo. O fato dos fatos é a sua morte na cruz. Assim o apóstolo Paulo pregava.

Eu mesmo, irmãos, quando estive entre vocês, não fui com discurso eloqüente nem com muita sabedoria para lhes proclamar o mistério de Deus. Pois decidi nada saber entre vocês, a não ser Jesus Cristo, e este, crucificado. E foi com fraqueza, temor e com muito tremor que estive entre vocês. Minha mensagem e minha pregação não consistiram de palavras persuasivas de sabedoria, mas consistiram de demonstração do poder do Espírito, para que a fé que vocês têm não se baseasse na sabedoria humana, mas no poder de Deus. 1 Coríntios 2.1-5 NVI

Paulo não lançou mão da retórica nem de uma argumentação lógica complexa, sustentada por linhas de raciocínio humano. Foi por isso que fracassou em Atenas, cidade esta onde as pessoas queriam algo novo, produto de mentes brilhantes. Continue lendo “Nenhuma mente brilhante”

Entendeu, obedeceu

Não se pode agradar a todos, nem adianta tentar. Importante é agradar a Deus, não acha?

• Do serviço de frases bíblicas curtas oferecido pelo Twitter, hoje de manhã escrevi: “Apesar de todo esforço para se identificar com seus ouvintes, eles ainda podem se ofender com o evangelho, Atos 22.1-24”. Um assinante do serviço respondeu assim: “Mas isso não é desculpa para não apresentar-lhes toda a verdade. Temos de orar para que Deus abra seus corações e mentes ao Senhor”. Ao que observei: “Com certeza! Fale a todos, mas esteja preparado para alguns ficarem ofendidos. Foi este meu ponto. Obrigado pelo comentário!” Continue lendo “Entendeu, obedeceu”