Irmãos.org

A família de Deus na RMVale, e além

ministérios

Servos que aprendem com rapidez

A Bíblia não utiliza a linguagem de liderança. Melhor então evitar tal linguagem em nossa fala. Liderança e serviço são conceitos antagônicos. Nosso Senhor declarou isso em Mateus 23.1-12.

A tentativa de conciliar os dois somente permite que “liderança” se infiltre entre os cristãos e domine o espírito de servir. Pois não há convivência entre liderança e serviço. Falar do servo-líder é uma contradição de termos.

Geralmente, os conceitos da liderança são tirados da literatura de negócios e de sucesso, às vezes passada pelo filtro da literatura evangélica (especialmente a americana), que a absorveu quase por completo e a aspergiu com a capa da santidade.

Pode haver pontos de aplicação desta literatura? Sim, da mesma forma que qualquer área da vida pode servir de ilustração para princípios espirituais.

Um ponto pode ser encontrado no seguinte texto escrito pelo irmão Bob Turner. No segundo parágrafo da tradução, substituí o termo “liderança” por “serviço”.

—•••—

“Os gerentes e líderes verdadeiramente bem-sucedidos no próximo século serão determinados, não pelo que sabem, mas por quão rápido eles podem aprender”. —Strategy & Business

A natureza e a velocidade da mudança no nosso mundo não deve nos deter de buscar o serviço eficaz.

Não devemos ficar desanimados ao tomarmos decisões.

Devemos também evitar de viver no passado, frustrados pela tecnologia, e desistir.

Devemos ficar motivados a aprender, e aprender rapidamente.

Nosso propósito deve estar dirigido por este desejo, pois a aprendizagem nos ajuda a descobrir formas maiores de influencia outros por Cristo.

—•••—

A Bíblia fala da necessidade de crescermos no conhecimento de Deus e dos seus caminhos. Nada fala diretamente em termos de rapidez de aprendizagem, mas mostra sim interesse nisso quando nos recomenda a dedicação, a constância, o estudo e o esforço necessário para entender e ensinar corretamente a palavra de Deus. Exemplo disso é 2Tm 2.15:

Faça o possível para se apresentar aprovado diante de Deus, como um trabalhador que não tem do que se envergonhar, ensinando corretamente a mensagem da verdade (VFL).

A firme permanência nas Escrituras que o apóstolo Paulo aconselha Timóteo a manter, 2Tm 3.15ss, não significa falta de progresso ou crescimento. Permanecer firme não inclui estagnação. Ao contrário, a meditação constante na lei de Deus, Sl 1.2, acelera a aprendizagem do discípulo de Cristo e a sua capacidade de influenciar outros por Cristo.

O serviço de Cristo se baseia no conhecimento da vontade de Deus e no amor ao próximo. Quanto mais nos exercitamos nestes, mais eficazes nos tornaremos. E quanto mais rapidamente crescemos nestes, mais cedo poderemos ser úteis ao Senhor como vasos de honra.

Paulo pediu orações para que houvesse crescimento rápido da mensagem de Cristo:

Finalmente, irmãos, orem por nós, para que a palavra do Senhor se propague rapidamente e receba a honra merecida, como aconteceu entre vocês, 2Ts 3.1.

O Novo Testamento notou e aprovou o crescimento rápido, At 6.7. Para que haja crescimento rápido, com muitas conversões, tem de haver, antes, gente que se prepare rapidamente depois da conversão para influenciar outros para Cristo e para falar com inteligência e compaixão a Boa Nova da salvação.

Como um cristão pode crescer rapidamente no conhecimento, na palavra, no amor e na obra de Deus? A seguir, algumas sugestões:

  1. Aproveite de toda e qualquer oportunidade de servir e de falar. Depois, analise seu empenho e peça que outros irmãos lhe deem feedback e sugestões de como melhorar.
  2. Dedique-se constantemente à leitura e ao estudo das Escrituras Sagradas. Procure conhecer todo o texto da Bíblia por meio de leituras extensas.
  3. Esteja presente tanto quanto possível com os irmãos, para aprender deles e para servi-los. A convivência nos ensina muito e ajuda a praticar a palavra pelo amor fraternal.
  4. Analise como outros irmãos capacitados na palavra expõem o texto bíblico e aplicam as suas verdades. Procure bons exemplos e imitem a sua fé e obra.
  5. Se a imersão na água traz o perdão dos pecados, podemos dizer que a imersão nas Escrituras e no serviço traz rapidamente um progresso maior e um crescimento que deve ser usado no trabalho que será útil ao Senhor.

Portanto, meus amados irmãos, mantenham-se firmes, e que nada os abale. Sejam sempre dedicados à obra do Senhor, pois vocês sabem que, no Senhor, o trabalho de vocês não será inútil, 1Co 15.58.

3 Comments

  1. Uirandize Rodrigues

    Deus seja louvado!
    Compartilho todos os dias esses textos com meus contatos, muito edificantes.

  2. ANTONIO BECKMAN G. DE CARVALHO

    Saudações em nome de Jesus. Questão muito discutível. Não é a utilização ou não de certos termos que definirá a existência de uma certa realidade nas igrejas. Esclareço: Evangelistas exercem ou não o papel líderes? E os presbíteros? O problema não está na utilização de certos termos. É fato que alguns obreiros lideram. O que precisa ser trabalhado, e penso que é neste ponto que reside o problema, é o ensino do exercício da liderança. LIDERAR COMO JESUS LIDEROU, com humildade. O fenômeno da LIDERANÇA está presente na realidade das igrejas locais. Podem até evitar utilizar este termo visando evitar problemas ou transmitir uma ideia de hierarquia, mas a realidade mostra que o líder está presente. Alguns tomam como referência os MAUS LÍDERES e generalizam. Jesus foi líder e a Bíblia está repleta de exemplos de servos que lideraram. Infelizmente o termo “líder” sofreu grande contaminação e alguns nesta justificativa foram para o outro extremo, como se a utilização do termo definisse a existência ou não de líderes. O contexto da função de EVANGELISTA demonstra claramente o aspecto de liderança. 2Tm4.2-5. É deste, que possui conhecimento aprofundado da Sã doutrina a iniciativa de LIDERAR e promover ações que visem a manutenção da sã doutrina. Negar a existência dos líderes nas igrejas locais não resolverá nenhum problema relacionado ao aspecto hierárquico, temor sempre presente nas igrejas de Cristo. A liderança está presente, independentemente de alguns reconhecerem ou não. Que Deus ajude os obreiros a serem LÍDERES EM CRISTO, e liderarem da forma ensinada por Jesus. Não quero e nem preciso ser chamado de líder, mas negar o exercício da liderança constitui grande equívoco. Existem os servos que lideram? Como isto ocorre na realidade das igrejas de Cristo?

Deixe uma resposta

Theme by Anders Norén