Cada vez que falamos "irmãos", usamos uma das figuras mais importantes para descrever o povo de Deus: a família.

Portanto, que sejamos conhecidos mais e mais, entre nós e no mundo tão isolado e afastado, como família de Deus. Somos irmãos. Temos Deus como Pai. Jesus é o irmão mais velho.

No mundo, muitos não têm nem família física ou, se têm, é desestruturada e disfuncional. Existem o abuso, o abandono, a negligência, a briga por atenção, falta de cumprir papéis, o feminismo, o machismo, a violência, a imoralidade.

Na família de Deus, há lugar para todos. Esta família dá o exemplo para a família física também. Mais importante, a família espiritual tem prioridade maior do que a física, pois será eterna.

O termo "igreja" gera muitas ideias erradas no mundo religioso em que vivemos. Com a frase: "família de Deus", evitamos muitas destas.

Mais ainda, com esta figura da família cada vez mais corrente entre nós, conseguimos promover uma liberdade das práticas religiosas da formalidade e da restrição da religião a um ritual de reunião.

A casa de Deus não é local. É a família dele, reunida em torno do seu mandamento.

O que recomendamos aqui não é nenhuma novidade para nenhum de nós; é questão de ênfase, para não sermos mal entendidos no mundo e para nós lembrarmos quem somos, frente aos erros religiosos.

#família de Deus #linguagem #identidade