O tema do salmo é a palavra de Deus, mas o autor recorre constantemente à oração. Nesta divisão, cada verso começa com um pedido a Deus, menos a última, que termina com oração.

A obediência não tem limite: o salmista obedece “até o fim” e “de todo o coração” vv. 33-34.

Para que ele obedeça de forma completa, seu coração não pode ser inclinado para a ganância, 36, nem para as coisasa inúteis desta vida, 37.

A palavra de Deus é importante porque permite viver em comunhão com ele. Assim, é sempre tua lei, teus mandamentos, tua promessa, etc. Desta forma, estes dão satisfação, 35, e por eles ele sente entusiasmo, 36.

Temor a Deus define nosso relacionamento com ele, 38. Aprendemos o temor observando como ele cumpre suas promessas.

O desejo pelos preceitos de Deus é grande, 40, pois expressam a sua justiça e trazem a vida.


Reflexão

Até que ponto seu coração é maleável e sua mente, ensinável, para receber a orientação de Deus?

Como associar melhor a oração à busca pelo entendimento da palavra de Deus?

As ordenanças de Deus são boas, então como melhor valorizá-las pelo reforço dessa verdade?

Orar

Pai, que eu tenha olhos somente para o caminho dos seus decretos.

Mostre-me como a sua palavra satisfaz as minhas necessidades e traz alegria ao coração.

Livre-me do medo do fracasso e da vergonha, pois tudo o que sua lei me traz é bom.