Irmãos.org

A família de Deus na RMVale, e além

Estudos bíblicos

Aquele cujo propósito está firme

Tu, Senhor, guardarás em perfeita paz aquele cujo propósito está firme, porque em ti confia.
Isaías 26.3

  1. Há várias ênfases neste verso. A primeira recai no Senhor. Ele é o sujeito da frase. Ele é quem age em favor do seu povo, para resgatá-lo. Ele espera de seu povo arrependimento e confiança. Ele determina todo o curso da história da redenção.
  2. A segunda ênfase recai na paz. A língua hebraica repete o termo paz para transmitir a ideia de “perfeita paz”, isto é, uma paz “profunda e constante” (Coffman). No contexto, paz se refere, provavelmente, à segurança nacional de Israel (NETB). Hoje, podemos aplicar a paz ao nosso estado perante Deus, à unidade entre irmãos e à tranquilidade e contentamento do nosso espírito.
  3. O termo aqui para “propósito” se refere a uma forma ou quadro e metaforicamente significa mente ou pensamento. NVI entende como propósito, a concentração mental em algum alvo—aqui o próprio Deus. Temos nele a nossa fixação, pois ele é “a Rocha eterna” v. 4, ou “refúgio eterno” (VFL).
  4. Por trás do termo “firme” é a ideia de apoio, algo fixo. Muita gente estabelece um propósito de confiar em Deus, mas permite que as dificuldades e expectativas enfraquece a fé, Mateus 13.20-21. Devemos confiar nele “sempre” Isaías 26.4. “(…) temos sempre confiança” 2 Coríntios 5.6.
  5. A confiança no Senhor gera mais confiança ainda. Nossa convivência com ele reforça na experiência o que já sabíamos pelo ensino: Que Deus é bom e que tudo o que faz é bom, Salmo 119.68. Essa confiança o salmista expressa diretamente ao Senhor.
  6. O verbo principal da frase é “guardar”, ação de Deus em favor daquele cujo propósito espiritual está firme. Ele nos mantém seguro. Ele nos restaura. Ele nos protege, pois “humilha os que habitam nas alturas, rebaixa e arrasa a cidade altiva, e a lança ao pó” v. 6.
  7. Reflita: Possuo a perfeita paz que Deus promete e concede aos que confiam nele?

Deixe uma resposta

Theme by Anders Norén