Irmãos.org

A família de Deus na RMVale, e além

Estudos bíblicos

O propósito de vocês

Vocês, porém, são um povo escolhido, um reino formado por sacerdotes, uma nação santa, um povo que pertence a Deus. E o propósito de vocês é proclamar as obras maravilhosas daquele que os chamou da escuridão para a sua maravilhosa luz.
1 Pedro 2.9 VFL

  1. Como conjunção adversativa, “porém” faz contraste. Nos versos anteriores, Pedro menciona “os que não creem” vv. 7-8. Estes “desobedecem à mensagem” ou, literalmente, tropeçam na palavra. Os santos, em vez de tropeçarem na palavra, a proclamam como sua missão que Cristo entregou. Esta reação à palavra determina sua identidade e esta, por sua vez, define sua obra.
  2. As quatro descrições da igreja de Deus remetem os leitores à palavra do Senhor ao povo de Israel em Êxodo 19.6: “vocês serão para mim um reino de sacerdotes e uma nação santa”. O que Israel era para Deus, agora a igreja o é. Israel perdeu seu lugar como o povo santo, Mateus 21.43, por se tornar como as nações ao redor. Cada congregação hoje precisa tomar cuidado de não ter seu lugar no Reino tirado por desobedecer ao Senhor, Apocalipse 2.5.
  3. Somente dois grupos existem em relação à palavra de Deus: os resistentes e os proclamadores. Não se pode ficar neutro perante o evangelho. Seremos ou descrentes ou obedientes.
  4. A frase da Versão fácil de ler: “o propósito de vocês” expressa bem o termo grego hopōs que funciona aqui como conjunção com significado de: “a fim de que”. O serviço que o povo presta ao Rei é aqui tornado explícito. Não temos autorização para outro tipo de serviço além deste propósito e foi exatamente isso que a igreja cumpriu no primeiro século.
  5. A natureza deste propósito é aqui descrita como “proclamar as obras maravilhosas” de Deus. O termo proclamar descreve a nossa atividade como sendo o uso de palavras para revelar o que Deus tem feito em Cristo Jesus. É também traduzido como anunciar. O termo grego exangellō (contar ou falar para fora) é encontrado somente aqui no Novo Testamento.
  6. O que se deve proclamar? “As obras maravilhosas daquele que os chamou da escuridão para a sua maravilhosa luz”. Nosso foco é a obra de Deus. Ele realizou o que não podíamos nunca conseguir fazer. Agora, no chamamento que ele faz, fica claro que se espera uma resposta da parte do ouvinte. Essa resposta deve ficar clara, pois Deus detalhou como devemos nos aproximar dele: pela fé e obediência. (Ver 1 Pedro 1.2, 14, 22; 3.1; 4.17.)
  7. A ideia popular de que é suficiente o nosso exemplo perante as pessoas, sem necessidade de palavras, não encontra respaldo nas Escrituras. A única vez que se menciona alguém que podia ser “ganho sem palavras” 1 Pedro 3.1, refere-se ao marido pagão de mulher em Cristo. Fica evidente pelo texto que ele tenha ouvido já a pregação da palavra: “se ele não obedece à palavra [de pregação]”. Neste caso, a mulher fará bem dando o exemplo de um espírito dócil sem insistir com ele. O fato de este caso seguir a declaração do propósito da igreja é instrutivo.
  8. Citação: “Sem Cristo, vivemos sem conhecer teu grande e nobre propósito e plano para a nossa vida” (Binkley).
  9. Reflita: Como estou fazendo para contar aos outros sobre a palavra de Deus e o que devem fazer para receber a maravilhosa salvação que ele oferece?

Deixe uma resposta

Theme by Anders Norén