Irmãos.org

A família de Deus na RMVale, e além

Estudos bíblicos

26 pontos bíblicos sobre o sexo e o casamento

Ensino bíblico sobre sexo

O que a Bíblia diz sobre o sexo?

A seguir há 26 pontos sobre o sexo, principalmente, mas não se pode falar sobre este assunto sem falar sobre o casamento. Tantas situações hoje têm a ver com estes dois assuntos. Por isso, resolvemos, ao pregar sobre a imoralidade sexual, criar esta lista para facilitar a consulta. A lista, que forma apenas um resumo de alguns ensinamentos, tem como objetivo ajudar o discípulo a fazer seu próprio estudo.

  1. Deus criou um homem e uma mulher para se unir numa só carne, Gn 2.24. Este o plano divino original. Qualquer outra união desagrada a Deus.
  2. O sexo dentro do casamento é abençoado por Deus, Gn 1.28; 2.24. Tanto que há um livro bíblico elogiando o sexo conjugal: Cantares.
  3. Não há nenhuma evidência bíblica de que o primeiro pecado foi um ato sexual, mas sim comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, Gn 3.1-24. Esta ideia surgiu por influência da filosofia grega.
  4. No casamento os corpos dos cônjuges “pertencem” um ao outro e deve haver liberdade total entre os dois, 1Co 7.1-5; Gn 2.25.
  5. O sexo com pessoas do mesmo sexo é proibido e considerado repugnante por Deus, Rm 1.24-33; 1Co 6.9.11; Jd 7.
  6. O sexo com animais é proibido, Êx 22.19; Lv 18.23; 20.15; Dt 27.21. Jesus reafirmou o o plano original de Deus para o casamento e o sexo como sendo entre um homem e uma mulher para toda a vida, Mt 19.4-6.
  7. O sexo com membros da família é proibido, 1Co 5.1-13: Homem que possuía a esposa de seu pai tinha de ser expulso da igreja.
  8. O sexo forçado é proibido, como estupro, Dt 22.25. Por isso também não se faz com crianças, que não têm como resistir aos avanços de um adulto. O assédio sexual não respeita o livre arbítrio do outro.
  9. O sexo foi criado para ser praticado dentro do casamento, e não antes, e nem fora dele. Cp. Pv 27.8. Deus especificou onde se deve praticar o sexo. Fora disso, é pecado. A própria definição das palavras deixa claro esta restrição.
  10. Adultério (gr. moicheia) é o ato da infidelidade conjugal; a fornicação, ou imoralidade sexual (gr. porneia), é o sexo fora do casamento em geral, sendo a pessoa casada ou não.
  11. A lei de Deus foi feita “para os que praticam imoralidade sexual e os homossexuais”, entre outros, 1Tm 1.8-11, pois ela proíbe os atos contra a natureza e a vontade de Deus.
  12. Não somente o adultério é proibido, mas também o desejo de cometer adultério, Mt 5.27-30.
  13. Quem abandona o compromisso do casamento não pode entrar em outro casamento e por isso deverá ficar sem participar do sexo.
  14. O casamento deve ser entre cristãos. Não há jugo mais desigual do que um cristão casado com não cristão, 2Co 6.14—7.1.
  15. Se alguém quer se casar novamente, tendo o direito de casar, deve casar-se com outro cristão, 1Co 7.39.
  16. Uma pessoa pode viver sem praticar o sexo e assim agradar a Deus, Mt 19.12.
  17. Quem não pode viver sem praticar o sexo deve se casar, se tem o direito de fazê-lo, 1Co 7.8-9.
  18. Vive no adultério quem se casa e tem relações com alguém com quem não tem direito, Mt 5.32; 19.9.
  19. A pessoa deve manter o compromisso conjugal, mas quem não quer viver com seu cônjuge deve ou ficar sozinha ou reconciliar-se com o cônjuge, 1Co 7.10-11.
  20. A imoralidade sexual resulta em condenação eterna, mesmo que seja um cristão que a pratique, Gl 5.19-21; Ap 21.8.
  21. A sensualidade não é digna do cristão, pois alimenta o desejo pelo sexo fora dos padrões divinos, 1Pe 4.3.
  22. A imoralidade sexual por parte do cônjuge é o único motivo dado no Novo Testamento que dá a alguém o direito de se divorciar e casar-se novamente, Mt 5.23; 19.9.
  23. O arrependimento significa que o cristão deixa de praticar imoralidade sexual, 2Co 12.21; Ap 2.21; 9.21.
  24. Há apenas uma maneira de evitar a imoralidade sexual: fugir, 1Co 6.18.
  25. Algumas práticas que Deus permitiu na antiga aliança mosaica, como a poligamia (mais de uma esposa) e o divórcio, ele já não permite que sejam praticadas pelo seu povo, a igreja, na aliança de Cristo, Mt 19.8-9; At 17.30; Ef 5.31; 1Tm 3.2, 12.
  26. A santificação é possível somente quando se abstém da imoralidade sexual, 1Ts 4.3. “Sem santidade, ninguém verá o Senhor” Hb 12.14.

 

1 Comment

  1. Aida

    Claríssimo.

Deixe uma resposta

Theme by Anders Norén