A fraqueza perante as dificuldades fazem com que muitos santos se afastem de Deus e do seu povo. O autor do salmo se agarra mais ainda à esperança da salvação do Senhor, 81.

O salmista faz a mesma pergunta que muitos fiéis fazem ao serem perseguidos e ao esperarem em Deus por uma solução: “Quando?” 82. Embora ele saiba que Deus o salvará, suas emoções expressam o cansaço de tanto esperar, da perspectiva humana.

Como o odre inútil jogado no fogo e murchado pela fumaça, o salmista sente encolhido e ressacado pela tristeza, 83 (Coffman). Ele entende que a ajuda de Deus virá somente se ele se mantém focado nos seus decretos.

Novamente, ele não toma a justiça nas próprias mãos, mas espera em Deus para vencer no seu compromisso como servo que guarda fielmente a palavra divina, 84.

Seguir ou não a lei de Deus determina as duas grandes classes de pessoas aos olhos do Senhor. Os que não a seguem lançam mão da mentira e de artimanhas para se opor aos fiéis, 85-86. Dificilmente, tais pessoas têm uma atitude neutra para com o povo de Deus, pois este é um povo proclamador da bondade e da justiça do Senhor. Os justos vivem situação de agressão e perseguição no mundo presente de conflito.

O salmista não questiona nenhum dos mandamentos de Deus, 86. Todos merecem sua confiança. Ele não é juiz sobre os mandamentos. Pelo contrário, ele se submete à vontade de Deus.

O amor fiel de Deus é o que preserva a vida e a integridade do salmista, 88. Assim, é Deus quem possibilita que ele continue obedecendo aos seus estatutos.


Reflexão

Quando sente fraqueza, sua tendência é de se afastar ou de se aproximar de Deus e de seu povo?

Sob a mira dos arrogantes, o salmista se agarra à palavra de Deus e a oração. Você se sente mais fraco numa dessas áreas mais que a outra?

O salmista se sentia como vasilha inútil nesse momento de perseguição e esperança na salvação de Deus. Descreva como você se sente nessas horas.

Orar

Senhor Deus, as minhas emoções me falam uma coisa, como sou como objeto descartado, mas eu sei que minha vida é preciosa aos seus olhos. Não deixe que as emoções me traiam.

Pai, que meus questionamentos e impaciência não me levem para longe do Senhor. Quero saber quando o Senhor agirá, mas continuo confiando no seu propósito.

Deixo para o Senhor a vingança. Reconheço que a minha perspectiva é limitada. Confio que o Senhor julgará com justiça.