Irmãos.org

A família de Deus na RMVale, e além

Estudos bíblicos

A igreja deve guardar dinheiro?

Pergunta: Gostaria de saber se o destino das ofertas na igreja aí de São José, já é destinada “na hora”. Tenho algumas dúvidas a esse respeito, por exemplo: a igreja deve “guardar” dinheiro? —SP

O apóstolo Paulo dirigiu a igreja em Corinto a guardar dinheiro para o dia do seu retorno à cidade, “reservando-a para que não seja preciso fazer coletas quando eu chegar” 1Co 16.1-3. Fica claro que

  1. As ofertas da igreja tinham destino certo, neste caso, os irmãos pobres na Judeia.
  2. A igreja devia ofertar a cada domingo para guardar os valores até determinado prazo.
  3. A igreja não deveria ser relapsa em ajudar nem desorganizada nas suas ofertas, mas sempre preparada para toda boa obra.

Não há, porém, exemplo de uma congregação ficar guardando ou poupando dinheiro sem destino e sem haver alguma razão.

As ofertas no NT eram usadas para a evangelização, o ensino e as necessidades físicas dos irmãos. Mestres, Gl 6.6, evangelistas, 1Co 9.14; 3Jo 5-8, e supervisores, 1Tm 5.17, eram sustentados pelas congregações.

Se hoje as ofertas não estão sendo usadas para isso, sinaliza falta de atividade da parte da congregação ou falha da sua parte de identificar necessidades.

Em termos práticos, não se deve esperar que apenas o tesoureiro identifique destinos para as ofertas. Isso cabe a toda a congregação, e especialmente aos supervisores.

Com o intuito de respeitar as orientações bíblicas, na congregação no Urbanova temos vários trabalhos, tanto no estado de São Paulo, como em outros estados, que sustentamos mensalmente, tendo assumido compromisso de apoio regular. Quando no final do mês sobra algum valor, procuramos necessidades ocasionais ou outras oportunidades para fazer uma oferta única. O alvo nosso (não falamos por outros) é zerar a nossa conta a cada mês, mas sem prejudicar nossos compromissos mensais.

Um último comentário: Já se ouviu falar de congregações guardando dinheiro caso um dia houver alguma necessidade ou emergência. Mas será que isso não seja falta de fé e tentativa humana de se prevenir contra futuras eventualidades? Não se aplica à igreja o que Jesus disse a cada seguidor: “Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas”? Mt 6.33.

2 Comments

  1. Caio

    Boa tarde. Concordo plenamente em ajudar aos irmãos necessitados e na evangelização isso é bíblico. Não concordo em gastar em festinhhas tipo final de ano em alugar um local nos comes e bebes. Temos que fazer no local que dispomos e cada um traz um prato doce e salgado com um refrigerante. Como é feito na 9 de Julho. Sou da opinião que devemos ter uma pequena verba de reserva para algum gasto extra no imovel tipo uma lampada queimada ou uma torneira que quebre. Isso faz parte de saber administrar também concorda?
    Abraço meu irmão.

  2. Aida

    Exatamente, Randal. Somos igreja bíblica em todos os detalhes.

Deixe uma resposta

Theme by Anders Norén