Por amor a Cristo, Paulo estava disposto a sofrer de tudo, para que nada desabonasse sua pregação do evangelho. Veja a lista dele, que compartilha com os coríntios:

Não damos motivo de escândalo a ninguém, em circunstância alguma, para que o nosso ministério não caia em descrédito. Pelo contrário, como servos de Deus, recomendamo-nos de todas as formas: em muita perseverança; em sofrimentos, privações e tristezas; em açoites, prisões e tumultos; em trabalhos árduos, noites sem dormir e jejuns; em pureza, conhecimento, paciência e bondade; no Espírito Santo e no amor sincero; na palavra da verdade e no poder de Deus; com as armas da justiça, quer de ataque, quer de defesa; por honra e por desonra; por difamação e por boa fama; tidos por enganadores, sendo verdadeiros; como desconhecidos, apesar de bem conhecidos; como morrendo, mas eis que vivemos; espancados, mas não mortos; entristecidos, mas sempre alegres; pobres, mas enriquecendo a muitos; nada tendo, mas possuindo tudo. 2 Coríntios 6.3-10 NVI

Hoje, vivemos no meio de um mundo egoísta, exatamente como o mundo de Paulo. Um exemplo desse, como o dele, se destaca no meio de pessoas que procuram os próprios interesses, tomadas pelas paixões carnais e impulsionadas pelas motivações deste mundo.

A igreja de Cristo fará grande progresso no evangelho quando homens e mulheres estiverem dispostos a fazer com que sua vida se torne um sacrifício vivo pelo evangelho.

Paulo fez a lista dele, de tudo o que sofreu pelo Senhor Jesus. Como é a sua lista?