É lugar-comum dizer que devemos odiar o pecado mas amar o pecador. Há grande verdade expressada na frase, pois como Deus amou o mundo rebelde, João 3.16, devemos amar a todos e desejar, como ele, a sua salvação. Ao mesmo tempo, os hebreus não pensavam no pecado como um princípio independente e abstrato. O pecado é o que o homem faz e mostra quem é a pessoa. Assim, os antigos não hesitavam falar em termos assim: Odeio os que são inconstantes, 113.

Os inconstantes são os de lealdade dividida (NETB), literalmente, os “rachados”. O salmista odeia tais pessoas, pois ele ama a lei. Estas são pessoas que tinham se desviado dos decretos divinos, 118, pessoas que tinham virado as costas para Deus. Ele não quer que elas impeçam a sua obediência; por isso, quer que fiquem longe dele, 115.

Ele quer ficar atento aos decretos de Deus, 117, ou focado neles. Por isso, pede que Deus o ajude para ficar seguro. Seu propósito não é egoísta, mas sim centrado na pessoa e na palavra de Deus.

O salmista odeia os ímpios porque são rejeitados por Deus, 118. O Senhor os rejeita porque se desviam do seu caminho e fazem planos inúteis, indicando assim a falsidade e engano deles. A rejeição dos ímpios implica na sua destruição, 119. Isso leva o salmista a afirmar novamente seu amor pelos testemunhos de Deus, pois o Senhor assim demonstra sua fidelidade.

A consideração da justiça de Deus e da destruição dos ímpios leva o salmista a ter grande temor, 120, fazendo estremecer o seu corpo diante de Deus. Esta reação não está em conflito com o amor que ele tem pela lei de Deus; pelo contrário, o temor flui do amor, pois por este ele considera a verdadeira natureza da palavra do Senhor e o destino dos dois caminhos.


Reflexão

Como você considera o pecador? Como você lida com a distinção entre o pecado e o pecador?

Como lidar com a necessidade de afastar-se dos ímpios a fim de se manter puro e dedicado à obediência, e de se aproximar deles para evangelizá-los?

O que você faz para cultivar o temor que você por Deus e pela sua palavra?

Orar

Meu Senhor e Deus, amo a sua palavra e quero levar esse amor até suas consequências finais, inclusive o ódio ao pecado na minha vida e na dos outros.

O Senhor é grandioso e majestoso! Confesso as minhas muitas limitações e me glorio na sua perfeição.

Segure-me, Senhor, no seu amor e na sua força, para que eu possa me dedicar, corpo e alma, à sua palavra.