Irmãos.org

A família de Deus na RMVale, e além

Estudos bíblicos

Esdras 2: as listas deixaram de ser chatas

Esta manhã, li em voz alta todos os nomes das listas daqueles que saíram do exílio na Babilônia e voltaram para Jerusalém. Geralmente, considero tais listas meio chatas, por haver tantos nomes e nomes estranhos e difíceis de pronunciar. Mas aconteceu algo durante a minha leitura.

Muitos judeus permaneceram na Babilônia. Deixaram de atender ao chamado de Deus. Resistiram ao despertar do Senhor para ir e reconstruir o templo dele em Jerusalém. Acharam mais cômodo continuar em terras pagãs do que fazer a difícil viagem e enfrentar uma vida espartana de recomeços e construções a partir do nada.

Cada nome que li esta manhã me veio como lança no coração: Esta pessoa teve a coragem de sair do seu conforto, atender ao chamado de Deus e aceitar (ver a reflexão sobre o primeiro capítulo) o desafio de fazer algo novo, um projeto divino que exigia o melhor e o máximo dela.

Se eu vivesse aquele momento, teria eu tal coragem?

“Quando chegaram ao templo do Senhor em Jerusalém alguns dos chefes dos grupos de famílias puderam contribuir generosamente para a reconstrução do templo do Senhor no seu antigo local”, Ed 2.68 NBV. Como conseguiram fazer isso? Porque “cada um contribuiu de acordo com as suas possibilidades”, v. 69.

Eles não somente se dispuseram a ir, mas deram também para a obra das suas próprias ofertas. Das suas possibilidades, Deus criou a generosidade.

Deus hoje procura despertar nosso coração para a obra dele, não a de fazer construções físicas (embora alguns pensem diferente), mas sim de apresentar a ele filhos e filhas do reino, por meio da Boa Nova. Mas a gente mal consegue chegar às vezes na reunião dominical, muito menos sentar-nos com um pagão para abrir a Bíblia e ensinar-lhe a verdade de Cristo.

O mundo religioso está em caos, sempre foi. O nome de Deus é tomado em vão mais pelos pastores e padres do que pelo palavreado chulo dos pagãos. Quem falará a palavra da restauração do Caminho de Deus? Quem conduzirá de volta às bases para promover e viver a fé simples das Escrituras Sagradas?

Ai daqueles entre nós que abandonam esta fé! E ai de nós que mantemos a sã doutrina sem conduzir os perdidos no caminho da salvação!

2 Comments

  1. jose lazaro a ferreira

    É uma luta….enquanto muitos se preocupam com a aparencia e o bem estar no templo físico acarretando- se de trabalhos que trazem a luz da satisfação pessoal.o mestre na sua simplicidade e com seu silêncio na cruz converte milhares de almas…

  2. Elpidio Rocha

    Muito me alegra em ver muitas pessoas deixando tudo pra fazer a obra de Cristo;opa, eu disse muitas??/ mas muitos são chamados mas são poucos os escolhidos,será que estamos mesmo deixando tudo? ou deixamos algumas coisas e outras não; mas se estamos fazendo a obra Dele,então vamos faze-los com sinceridade de coração,deixando na verdade tudo que venha nos apegar ao passado ou ao pecado que tão de perto nos rodeia .
    Parabéns.

    Na Paz do Senhor.

Deixe uma resposta

Theme by Anders Norén