Irmãos.org

A família de Deus na RMVale, e além

Estudos bíblicos

O dia e a ceia do Senhor

Em seu comentário sobre o livro de Apocalipse, meu amigo Gary Hampton cita o irmão Hugo McCord, sobre a frase: “No dia do Senhor”, encontrado uma única vez em Ap 1.10:

McCord diz: “Acontece que a palavra “do Senhor” (kuriakes, “pertencente ao Senhor”), ocorre apenas duas vezes no Novo Testamento, uma vez se referindo à ceia do Senhor, 1Co 11.20, e uma vez em referência ao dia do Senhor, Ap 1.10. Evidentemente, estes dois, a ceia e o dia, pertencem juntos”.

E de fato pertencem juntos, pois tudo o que aconteceu depois da ressurreição de Jesus aconteceu no primeiro dia da semana.

Por falar em Apocalipse, depois da saudação em 1.4-5a, João começa assim, falando de Cristo: “Ele nos ama” v. 5b. Talvez num livro sobre poder e vitória, não iríamos esperar tal afirmação que encabeça o livro. Mas o “apóstolo do amor”, como João tem sido chamado, nunca é longe da essência da fé.

É notável que Jesus se dirige a cristãos nas sete congregações na província romana da Ásia (atual Turquia). Há algumas cartas no NT para indivíduos, mas todos estes também viviam a fé dentro da comunidade local. Jesus morreu para criar um povo, e não uns indivíduos espalhados pela terra. Deus agiu “a fim de reunir dentre as nações um povo para o seu nome” At 15.14. Ou como Paulo disse a Tito:

Ele se entregou por nós a fim de nos remir de toda a maldade e purificar para si mesmo um povo particularmente seu, dedicado à prática de boas obras, Tt 2.14.

Esta purificação é para viver o amor de Deus dentro da sua família, 1Pe 1.22.

O trabalho de Paulo — e o nosso também — tem este objetivo:

Por meio dele e por causa do seu nome, recebemos graça e apostolado para chamar dentre todas as nações um povo para a obediência que vem pela fé, Rm 1.5.

Esta é a grande característica do povo: a obediência da fé.

Jesus morreu “para reuni-los [os filhos de Deus, judeus e gentios] num povo” Jo 11.51-52.

Como então este povo é a única igreja do Senhor Jesus, Ef 4.4; 1.22-23, pertencem a ela o dia do Senhor (domingo) e a ceia do Senhor. Ela não observa dias especiais, mas os seguidores do Senhor se reúnem no dia do Senhor para comer a ceia do Senhor a cada primeiro dia da semana.

Dela também é a “obra do Senhor” 1Co 15.58, que busca oferecer a todos a ressurreição dos mortos, para a vida eterna, a qual consiste em viver para sempre o grande amor do Senhor.

Deixe uma resposta

Theme by Anders Norén