Conforme prometi, estou colocando o esboço do sermão de hoje de manhã no site para maiores reflexões.

TEXTO: 1 Pedro 5.1-11

INTRODUÇÃO

1. Em contexto de sofrimento pela pregação da sua fé, Pedro quer demonstrar os cuidados de Deus pelos leitores, quer que os discípulos tenham certeza de que Deus cuidará deles.

2. Ele diz que devem confiar no Senhor e continuar pregando: “Por isso mesmo, aqueles que sofrem de acordo com a vontade de Deus devem confiar sua vida ao seu fiel Criador e praticar o bem” (1 Pedro 4.19 NVI).

3. O próximo trecho, o de 5.1-11, também tem como contexto o sofrimento, pois o termo inicia e termina a passagem: (v. 1: “sofrimentos de Cristo”; v. 9: “pelos mesmos sofrimentos”).

4. Há nesse trecho pelo menos oito demonstrações ou evidências do cuidado de Deus pelos cristãos.

OITO EVIDÊNCIAS

1. Deus nos dá pastores (v. 1-3). Pedro fala aos presbíteros numa carta que será lida por todos os cristãos. Deus nos dá pastores (os três termos indicam a mesma pessoa: presbítero [ou ancião], pastor e bispo [supervisor]) para nos instruir, incentivar, dar exemplo e acompanhar na vida em Cristo.

2. Deus nos aponta a vinda de Cristo (v. 4). Para Pedro, a salvação é mais no futuro, na vinda de Cristo, quando receberemos a recompensa.

3. Deus nos chama à humildade (v. 5-6). Problema especial para os jovens, mas necessidade de todos, o reconhecimento de nosso estado verdadeiro perante Deus e da nossa necessidade para sua sabedoria e discernimento.

4. Deus nos convoca à oração (v. 7). Quando nos agarramos às nossas preocupações, Deus nada pode fazer com elas; temos de entregá-las a ele para que fiquemos livres delas.

5. Deus nos chama à resistência (v. 8-9). O diabo pode ser vencido, mas temos de querer vencê-lo.

6. Deus nos lembra da solidariedade (v. 9). “Irmandade” é um termo que somente Pedro usa no Novo Testamento (também em 2.17). Ele pensa na totalidade dos irmãos no mundo. (Irmandade NÃO se refere a uma congregação local de cristãos.) Precisamos saber que outros sofrem as mesmas coisas, pelos mesmos motivos.

7. Deus nos faz promessa (v. 10). Ele nos promete o que fará para os fiéis. Precisamos ouvir frequentemente a sua palavra para fortalecer a nossa fé.

8. Deus nos convida à adoração (v. 11). Somente focando na grandeza de Deus é que pararemos de pensar nos nossos problemas.

CONCLUSÃO

(a) Nosso sofrimento pela fé não é evidência do desprezo de Deus pela nossa situação. Pelo contrário, no meio do sofrimento, descobrimos o quanto Deus se importa conosco e cuida de nós.

(b) Como cristãos, seremos mal-tratados em algum momento da vida se vivemos por Cristo e assim precisamos dessas evidências do cuidado de Deus.

(c) O não cristão precisa saber que o sofrimento do cristão faz parte da vida em Cristo e que Deus cuida dos seus em todos os momentos.

(d) Para se tornar cristão veja este estudo.