A família de Deus na RMVale, e além

vida em Cristo

Desenvolvendo a mentalidade da gratidão

Os cadernos de gratidão se tornaram uma atividade popular em alguns círculos. Não é bom ver isto? No meio de um mundo ressentido e amargo, cultivar um coração agradecido só pode produzir coisas boas.

A gratidão compõe uma grande parte das orações de um cristão. Portanto, motivos de gratidão fornecem muito material para a comunhão com Deus.

Lembre-se de que muitos israelitas caíram no deserto entre o Egito e Canaã por falta de gratidão (murmurando e reclamando). O apóstolo Paulo considerou a gratidão tão importante que disse três vezes aos santos que o cultivassem, de três maneiras diferentes, cada uma delas citada em uma proximidade, em Colossenses 3.15-17:

  • “E sejam agradecidos”
  • “com gratidão a Deus em seu coração”
  • “dando por meio [do Senhor Jesus] graças a Deus Pai”

Anos atrás, eu dava um seminário aos santos chamado: “Uma hora com Deus”, fornecendo uma estrutura para devoções pessoais. Um segmento importante daquela hora foi a oração de gratidão.

Nesse segmento, os participantes receberam uma lista de coisas pelas quais devem ser gratos. A lista serviu como um ponto de partida para as mentes mais lentas. Ela incluía:

  • Salvação em Cristo e tudo o que ela envolvia
  • A família da fé
  • Nossas derrotas
  • A providência de Deus sobre os eventos, que muitas vezes só vemos depois
  • A sabedoria de Deus na distribuição de seus dons no corpo de Cristo
  • O cumprimento das promessas de Deus
  • A revelação de Deus de seu plano para os pequeninos deste mundo
  • Respostas às orações
  • Todas as pessoas
  • Casamento, alimentação e necessidades físicas

Estas são categorias amplas. Todos terão uma lista pessoal com itens específicos. Esses itens mudarão, ou serão acrescentados, com o tempo.

Há alguns dias, decidi iniciar meu próprio caderno de gratidão, especifica e exclusivamente para esse fim. No momento, estou fazendo tudo digitalmente: calendário, agenda, lista de afazeres, tudo o que se pode imaginar. Por isso, optei pelo caminho antiquado, com caneta e papel. É um caderno simples e pautada, como se compra em qualquer papelaria. Nada de coisas extravagantes (a menos que você queira). Até mesmo o instrumento de escrita é uma caneta-tinteiro popular de plástico.

Recentemente, incluí os seguintes itens pelos quais devo ser grato.

  • O interesse contínuo de uma pessoa no estudo da Bíblia que minha esposa está conduzindo
  • Temos água em casa (escrita quando ficamos 18 horas sem energia)
  • A boa saúde minha e da esposa
  • Nosso quadragésimo-segundo aniversário de noivado no 14 de fevereiro
  • Uma contribuição financeira de um amigo
  • Nenhum vazamento na casa ou no escritório após uma forte tempestade

Provavelmente você não precisa de dicas como estas, mas lá estão eles.

Paulo encerra uma de suas cartas desta maneira:

Alegrem-se sempre. Orem continuamente. Deem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus. 1 Tessalonicenses 5.16-18.

Sempre … continuamente … todas as circunstâncias. Essas são palavras grandes. Estas atividades exigem uma atenção constante. O maligno oferece muito para nos distrair destas atividades necessárias.

Não importa o que se faz para reforçá-las, o importante é trabalhar nestas atitudes de forma concreta. Nossa dedicação a elas trará grande bênção a nossos corações, poder à vida no Reino, e glória ao Deus que dá todas as coisas para serem desfrutadas.

2 Comments

  1. Valdir José da Silva Silva

    Muito bom. Recentemente escrevi meu abecedário da gratidão. Está publicado em igrejadecristo.net A gratidão, em especial a Deus, é o que deve nos motivar a ser produtivos no reino de Deus.

  2. Valeria Ortega

    Excelentes dicas! Também faço listas de gratidão de tempos em tempos, e vou enchendo o papel frente e verso até esvaziar a mente. Depois guardo e releio. Li num artigo uma vez que um dos remédios para depressão é justamente desenvolver um espírito grato a Deus por suas inúmeras bençãos,

Deixe uma resposta