“Por que você me chama bom?”, respondeu Jesus. “Não há ninguém que seja bom, a não ser somente Deus”.
Lucas 18.19

Introdução

  1. Esta mensagem faz parte da série: “O que Cristo oferece a você”.
  2. No encontro de Jesus com o jovem rico, descobrimos a fonte da bondade.

A bondade

  1. Nenhum ser humano é bom.
    • Em Romanos Paulo estabelece que tanto o pagão (cap. 1) como o judeu (cap. 2) é perdido, então todos são pecadores longe de Deus.
      1. Rm 3.12: “não há ninguem que faz o bem, não há nem um sequer”.
      2. Rm 3.23: “pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus”.
    • O homem não é capaz de avaliar sua bondade.
    • Acabamos aprovando nossa conduta e criticando a do próximo.
      1. Je 17.9: “O coração é mais enganoso que qualquer outra coisa e sua doença é incurável. Quem é capaz de compreendê-lo?”
    • Pensamos no negativo, como se evitar o mal fosse suficiente.
      1. Tg 4.17: “Pensem nisto, pois: Quem sabe que deve fazer o bem e não o faz, comete pecado”.
    • Portanto, precisamos da revelação de Deus para saber o que é bom e mal.
      1. Sl 119.105: “A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho”.
  2. Somente Deus é bom.
    • Jesus não abora diretamente a pergunta, mas repreende o jovem pela saudação, que acabou sendo ignorante.
      1. Jesus queria que o jovem reconhecesse quem era ele (Deus!) e que sua resposta seria exatamente o que precisava ouvir.
      2. Jesus não se incluiu entre aqueles que não eram bons, mas ele declara aqui sua divindade.
      3. O jovem não queria resposta à sua pergunta, mas sim aprovação pelo que vinha fazendo.
    • Sl 119.68: “Tu és bom, e o que fazes é bom”.
    • Ele pronunciou a criação como sendo boa, Gn 1.31. Disse que não é bom o homem ficar só, Gn 2.18.
    • O homem pergunta: “Como Deus pode ser bom quando …”? A pergunta mostra que nossa ideia da bondade é deficiente e limitada.
    • O homem inverte os valores. Is 5.20: “Ai dos que chamam ao mal bem e ao bem, mal, que fazem das trevas luz e da luz, trevas, do amargo, doce e do doce, amargo!”
  3. Como Cristo nos torna bons.
    • A história do jovem rico oferece uma pista: abandonar tudo e seguir Jesus.
      1. Este mandamento de seguir Jesus é ato de amor dele. “Jesus olhou para ele e o amou” Mc 10.21.
      2. O objetivo não é ser bom pelo próprio esforço, mas entrar no reino de Deus e ser salvo pela graça de Deus, vv 24-26. Isso que é bom!
    • A bondade é fruto do Espírito, Gl 5.22-23.

E agora?

  1. O que é bom? “Deus é bom” e “é bom estar perto de Deus” Sl 73.1, 28.
  2. Como chegar perto dele? Seguindo Jesus. Como seguir Jesus? Morrer com ele no batismo e das águas ressuscitar com ele.