Refere-se à ceia do Senhor a passagem de João 6.52-58?

Este trecho não se refere à ceia do Senhor, pelos seguintes motivos:

(1) O comer e beber são tidos como atos contínuos, algo inapropriado para a ceia do Senhor, v. 56.

(2) Um discurso sobre a ceia do Senhor a esta altura teria sido incompreensível aos ouvintes.

(3) “Carne” não é usada para descrever a ceia; sempre o termo “corpo” é usado.

(4) Seria necessário comer a ceia a fim de ser salvo, v. 53.

(5) Comer e beber são equivalentes a crer, v. 47, 54.

(6) Este é outro mashal (Hebraico: parábola ou alegoria) em que Jesus está num nível, o espiritual, e o povo está em outro inferior, o físico. Isto é comum no evangelho de João.

(7) A frase: “comer minha carne e beber meu sangue”, significa: “comer-me”, isto é, apropriar e assimilar Cristo na vida da pessoa, v. 57.

(8) O próprio Jesus interpretou as palavras. Resultados espirituais requerem uma causa espiritual. A vida eterna não é garantida por meio dos atos físicos de comer e beber, v. 63.

(9) O pão físico não é o pão verdadeiro, v. 55, 57.

(10) A separação de carne e sangue apontam a morte, v. 53. Jesus tem de morrer para dar a vida e é necessário entrar no relacionamento mais chegado e íntimos com ele para desfrutar esta vida.

Este artigo veio de um trabalho antigo sobre perguntas e respostas sobre o evangelho de João.