Meu verso bíblico para 2017

A cada ano escolho um verso bíblico para servir de foco para minhas atenções. Para o ano de 2017, escolhi 2 Timóteo 1.7:

O Espírito que Deus nos deu não nos faz covardes, mas enche-nos de poder, de amor e de domínio próprio (VFL).

Deus é soberano e amoroso e segue rigorosamente seu plano de salvação da humanidade sem variação. Seu Espírito nos enche de sua plenitude, para termos essas qualidades, de poder, amor e domínio próprio.

Essa prática minha não é algo obrigatório aos cristãos, mas ajuda a concentrar durante certo período em verdades que são importantes ou especialmente interessantes para meu crescimento em Cristo.

Você tem um verso assim? Se sim, qual é o seu para o novo ano?

Jesus sempre o mesmo

O verso de hoje para memorização é Hebreus 13.8:

Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje e para sempre.

O verso afirma várias coisas para nossa fé e segurança espiritual:

  1. Jesus é divino e eterno. Ele é Deus, e sua obra permanece.
  2. O ensinamento de Cristo nunca muda. Sua verdade é a mesma.
  3. A promessa dele nunca falha. Nossa esperança está firme.
  4. Sua constância dá tranquilidade e segurança aos que estão nele.

Leia também esta meditação baseada no verso acima.

Quais são algumas outras lições que o verso sugere para você?

Coisas que não fazem sentido

  1. Zelo sem conhecimento, Pv 19.2; Rm 10.2.
  2. Riqueza sem sabedoria, Ec 4.13; Mc 10.17-27.
  3. Sexo sem compromisso, Gn 2.24; Hb 13.4
  4. Esperança sem razão, Pv 10.28; 1Pe 3.15.
  5. Fé sem obediência, At 6.7; Rm 1.5; Tg 2.14-26.

Quais pontos você acrescentaria? (De preferência, com referências bíblicas.)

Perguntas de oportunidade

O cristão pensa sobre a vida — sobre tudo, na verdade — de forma diferente do que o pagão. Ele encara suas dificuldades, suas provações e seus sofrimentos de forma diferente também. Para reforçar esta diferença de pensamento, leia e medite nas “Perguntas de oportunidade”, abaixo.

Clique no link para baixar o arquivo em formato PDF: perguntas-oportunidade.

O cristão vê cada momento como oportunidade de crescer e se santificar mais, de servir a Deus e ao próximo e de avançar mais a Boa Nova de seu Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Assinaturas transferidas do antigo site

Amigos, não se surpreendam com o recebimento das notificações do novo site irmaos.org. Por meio de um serviço do wordpress.com, foi possível migrar as assinaturas do site antigo (igreja-de-cristo.com) para cá.

O site antigo não será mais usado. O site novo é onde agora postamos os artigos e notícias referentes à família de Deus, sua edificação e o TreinoConfiar.

Caso não queiram continuar com sua assinatura, há um link no final de cada email de notificação. Clicou, cancelou.

Mas esperamos que continuem conosco, para que edifiquemo-nos uns aos outros no amor e na verdade de Cristo.

Recomendamos também o novo site cristaos.org que se dirige aos de fora.

Reconheça as oportunidades que Deus nos dá

O povo de Deus procura sempre usar cada situação e circunstância para o bem e para o proveito espiritual. Estas passagens nos levam a procurar em cada momento a oportunidade que Deus nos dá.

  1. A perda de oportunidade pode significar destruição, se não a reconhecermos.
    • Lc 19.44: “Também a lançarão por terra, você e os seus filhos. Não deixarão pedra sobre pedra, porque você não reconheceu a oportunidade que Deus lhe concedeu“.
  2. A perseguição e o sofrimento podem abrir possibilidades para o evangelho.
    • Lc 21.13: “Será para vocês uma oportunidade de dar testemunho”.
    • Fp 1.12: “Quero que saibam, irmãos, que aquilo que me aconteceu tem, ao contrário, servido para o progresso do evangelho“.
  3. Às vezes, a oportunidade é bem óbvia e próxima de nós.
    • Rm 15.24: “Espero visitá-los de passagem e dar-lhes a oportunidade de me ajudarem em minha viagem para lá, depois de ter desfrutado um pouco da companhia de vocês“.
  4. Procuremos a oportunidade de apoiar a verdade nos servos de Deus, em contraste com os que vivem pela aparência.
    • 2Co 5.12: “Não estamos tentando novamente recomendar-nos a vocês, porém lhes estamos dando a oportunidade de exultarem em nós, para que tenham o que responder aos que se vangloriam das aparências e não do que está no coração“.
  5. Temos de aproveitar a oportunidade enquanto pudermos e dar prioridade à família da fé.
    • Gl 6.10: “Portanto, enquanto temos oportunidade, façamos o bem a todos, especialmente aos da família da fé”.
  6. É preciso desenvolver sabedoria para aproveitar as oportunidades, na presença do mal.
    • Ef 5.16: “Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem; que não seja como insensatos, mas como sábios, aproveitando ao máximo cada oportunidade, porque os dias são maus“.
  7. Não devemos perder nenhuma oportunidade para levar o evangelho aos de fora.
    • Cl 4.5: “Sejam sábios no procedimento para com os de fora; aproveitem ao máximo todas as oportunidades“.

Um bilhão de motivos para voltar a Cristo

Uma mensagem ao cristão afastado de Cristo

O mais potente computador do mundo não consegue contar o número de dias, horas ou segundos na eternidade. A eternidade é infinita. No título, usei o número de um bilhão, mas é pouco. Depois de um bilhão de dias, a eternidade ainda estará no começo.

Mas não é só pelo tempo que se define a eternidade, pois o castigo do inferno também será eterno. Como Jesus disse: “E estes irão para o castigo eterno, mas os justos para a vida eterna” Mateus 25.46. Continue lendo “Um bilhão de motivos para voltar a Cristo”

Vinho na ceia do Senhor

Não gosto de falar no telefone, um desprazer herdado do meu pai, creio eu, pois ele o evitava a todo custo. Mas ontem a Vicki estava ocupada quando tocou o telefone, então fui atender.

—Esse é o telefone da igreja? — perguntou uma voz feminina.

—Sou Randal, e sou cristão, posso te ajudar?

—Qual o endereço da igreja? — veio outra pergunta.

Expliquei que agora há duas congregações na cidade, dois horários.

Ela revelou que estava procurando outra “igreja”, estava deixando a denominação dela.

—Na ceia vocês servem vinho ou suco de uva? — ela queria saber. Continue lendo “Vinho na ceia do Senhor”