A família de Deus na RMVale, e além

Doutrina

Cantar: ‘dedilhar as cordas do coração humano’

Captura de tela do novo hinário digital online

O seguinte comentário sobre Efésios 5.19 é do irmão Jim Sheerer.

“falando entre vocês com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando e louvando de coração ao Senhor” (NVI).

“Cantem salmos e hinos e cânticos espirituais entre vocês, com a voz fazendo música no coração para os ouvidos do Senhor” (J.B. Phillips).

Uma parte da vida em Cristo é adorar a Deus, Mateus 4.10. Cantar é uma das formas de adoração. Isto se refere à adoração pública, pois deviam se falar uns aos outros. Salmos eram as canções que se baseavam nos Salmos [o livro do AT]. Os hinos são cânticos de louvor dirigidos a Deus e a Jesus. Cânticos espirituais são canções que se destinam a ensinar e exortar outros cristãos. Cantar significa cantar palavras apenas com a voz humana. Isto exclui o uso de música instrumental. Ao cantarem os cristãos, eles devem fazer melodia em seus corações.

A questão é frequentemente levantada sobre o significado da palavra psallo. Psallo é a palavra grega para fazer melodia. Esta palavra originalmente se referia a “dedilhar” ou “arrancar”. O objeto foi fornecido pelo contexto. Poder-se-ia psallo (arrancar) a barba. Ou se podia psallo (tocar as cordas de) uma harpa. No primeiro século, ela não era mais usada para dedilhar as cordas de um instrumento.

Pode-se ver neste verso que era para dedilhar as cordas do coração humano. Significava colocar os pensamentos e sentimentos do coração em harmonia com o sentimento da canção.

O uso deste termo não tem nada a ver com o uso de instrumentos de música na adoração. O ensinamento neste versículo é cantar com a voz e para que o coração esteja em plena sintonia com o que está sendo cantado.

Se o mandamento fosse para usar um instrumento, então todo adorador precisaria de um instrumento; entretanto, este não é o significado. Os cristãos adoram a Deus no canto com o fruto de seus lábios (cantando) e com o coração.

O mandamento é cantar. O mandamento não é de cantar e de tocar também. Tocar um instrumento que não fala palavras e que não vem do coração do adorador é agir sem a autorização de Deus; portanto, é pecado usar música instrumental na adoração a Deus. É um pecado porque não há mandamento para tocar o instrumento da música. Há um mandamento para cantar sem o uso de música instrumental, como mostra este versículo. Fazer aquilo que Deus não ordena na adoração é uma adoração presunçosa, que é pecado.

Referências

  • PHILLIPS, J. B. Cartas para hoje. São Paulo: Edições Vida Nova, 1994.
  • SHEERER, Jim. New Testament commentary. Chickasha OK EUA: Yeomen Press, 2001, págs. 836-837.

Deixe uma resposta