maior manchete de todasTrocam os votos os noivos reais. Morre pela espada um assassino de crianças. Deslizamentos tomam vidas e deixam destruição.

Alguns de nós são afetados por tais eventos. Outros assistimos ou lemos a respeito, de longe.

As manchetes registram os grandes acontecimentos que, supostamente, afetam ou interessam a maioria das pessoas. As agências de notícias publicam histórias que fazem uma grande diferença na qualidade de vida, a segurança das nossas posses ou a promessa de um futuro feliz para nossos filhos.

Mas são raramente ouvidas e quase nunca aparecem como manchetes algumas das influências mais poderosas do mundo.

Essas influências ocorrem frequentemente em cantos escuros ou às vezes em grupos pequenos, onde não entram as câmeras de televisão, onde repórteres não pensam em investigar.

Você não ouvirá a respeito dessas influências em hospitais ou partições públicas, nem na padaria na esquina.

Não verá crianças apontando-as na rua, nem lerá a seu respeito como tópico de comentaristas de jornais.

Algumas pessoas dormem enquanto essa influências trabalham, outros bocejam, muitos ficam sonhando.

Elas não são vendidas na Bovespa, nem funcionam como a moeda de nações, nem são procuradas por ditadores ou políticos.

O que são essas influências que nunca aparecem nas manchetes?

As orações dos justos.

“A oração de uma pessoa obediente a Deus tem muito poder” (Tiago 5.16b NTLH).

No céu, uma oração dessas é evento digno de manchete.